O que é Marketing Ambiental e Qual sua importância?

Com o passar dos anos, a sustentabilidade veio ganhando a atenção mundial e se tornando um dos assuntos mais comentados, de forma incisiva. E, acredite, as empresas que não demonstram ter essa preocupação podem perder mercado em função da mudança do comportamento do cliente. 

Marketing Ambiental. Fonte: Pixabay.

Mas antes de sabermos o que é Marketing Ambiental, vamos entender um pouco sobre sua origem.

História do marketing Ambiental

O Marketing Ambiental teve sua origem na Europa e nos Estados Unidos a partir de um despertar geral de consciência ecológica da população.

Esse despertar de consciência se deu pela década de 60, mas seus impactos (bem como seu poder de transformação e influência) no mercado são percebidos mais fortemente no começo da década de 90 (GABRIEL,2018).

Carvalho (2013), destaca que a preocupação com a escassez dos recursos naturais fez com que muitos consumidores passam a “pressionar” as empresas para que as mesmas adotem consciências responsáveis tanto no quesito: Ambiental; Social, Econômico e Cultural.

Já no Brasil, o Marketing Ambiental surgiu quando empresas multinacionais europeias e norte-americanas (que se instalaram no país), sendo que a estratégia começou crescer mais a partir da década de 90.

O que é Marketing Ambiental?

O Marketing Ambiental, Marketing Verde ou Ecomarketing, é uma estratégia de marketing que foca nos benefícios (ou na ausência de malefícios) dos produtos, do modo de produção, ou da postura em geral da empresa em relação ao meio ambiente.

Marketing Verde. Fonte: Pixabay, 2020.

Em outras palavras, pode ser assimilado pelas empresas como uma ferramenta capaz de projetar e sustentar a imagem da empresa, difundindo-a com uma nova visão do mercado, destacando seu diferencial ecologicamente correto junto a sociedade, fornecedores, funcionários e ao mercado.

O Marketing Ambiental extrapola a mera publicidade ou divulgação dos produtos ou serviços oferecidos por empresas que querem veicular na mídia e no meio profissional ou ainda para o consumidor a aplicação de métodos ambientalmente corretos, aplicados a seu gerenciamento interno ou na produção ou ainda na prestação de serviços (DIAS, 2007).

Quais seus princípios?

Para estar de acordo com o marketing ambiental, o empreendimento deve ser:

  • Ecologicamente Correto;
  • Economicamente Viável;
  • Socialmente Justo;e
  • Culturalmente Aceito.

Como já citado anteriormente, a empresa deve, além de apresentar uma responsabilidade social ter também uma responsabilidade: econômica, social e cultural.

Princípios do Marketing Ambiental. Fonte: Pixabay, 2020.

Vindo a adotar medidas como: os 3 Rs (Reduzir, Reutilizar e Reciclar); os 4 Ss: Segurança, Sustentabilidade, Satisfação do Consumidor e Aceitação Social (Social acceptance); medidas de economias como a de água, energia e dinheiro nos processos produtivos e colaborar para um meio ambiente saudável, como também lucrar – e aqui estamos falando de lucro de qualidade, e não somente de quantidade.

Por isso é fundamental que o marketing verde seja pautado em reais atitudes, e não somente um “discurso verde”.

Segundo Las Casas (2015), empresas que investem nesse tipo de marketing devem incorporar práticas de responsabilidade ambiental, que levem o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável em consideração. Do contrário, estaríamos de frente para um caso de Greenwashing*.

* Greenwashing pode ser traduzido como “lavagem verde”, e é exatamente o que o nome sugere: informações que enganam os consumidores, objetivando mascarar uma postura totalmente contraditória com o discurso de “marketing verde” da empresa.

Greenwashing. Fonte: Pixabay, 2020.

Vamos imaginar a seguinte situação:

“Uma empresa que diz aplicar o Marketing Ambiental, é flagrada despejando resíduos tóxicos em um rio ou ainda utilizando mão de obra escrava. Essa atitude seria um tiro no pé, pois seu público- alvo, se sentiria enganado e as chances de deixarem de comprar da empresa seriam grandes”.

Desta forma, o primeiro passo para construir uma relação de confiança e credibilidade, é falar a verdade, cumprir com seus compromissos e princípios.

Por isso, não vale a pena vender uma imagem ecofriendly se a sua empresa não pratica o marketing verde (GABRIEL, 2018).

E, para provar que a sua empresa realmente pratica o que prega, você pode buscar certificações que realmente comprovem o seu compromisso com o meio ambiente.

Fontes Consultadas:

CARVALHO, A.Como usar o Marketing Verde para ter um negócio altamente lucrativo.  São Paulo. 2013, 50 p.

DIAS, S. O que é Marketing Ambiental. Atlas. São Paulo. 2007, 120 p.

GABRIEL, L. [BLOG ROCKCONTENT]. Marketing Verde: O que é, e porque ele pode ajudar a melhorar a imagem da sua empresa?. 2018. Disponível em:<https://rockcontent.com/br/blog/marketing-verde/>. Acesso em: 20 jul. 2020.

LAS CASAS. A. Marketing: conceitos e princípios.São Paulo. Atlas, 2015. 200 p.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *